04-12-2020

PROGRAMA BAIRROS SAUDÁVEIS | OLIVEIRA DE FRADES


O Município congratula-se com a elevada adesão ao Programa Bairros Saudáveis, de natureza participativa, que visa a melhoria das condições de saúde, bem-estar e qualidade de vida da comunidade.

 

Foram submetidas oito candidaturas que correspondem a um valor de 380 mil euros, cujos projetos terão um impacto direto na União de Freguesias de Oliveira de Frades, Souto de Lafões e Sejães, na União de Freguesias de Destriz e Reigoso e nas freguesias de S. Vicente de Lafões, São João da Serra e Pinheiro.

 

O Programa Bairros Saudáveis é um programa de apoio a pequenas intervenções, através de projetos apresentados por associações, coletividades e IPSS, em articulação com as Autarquias, as Autoridades de Saúde e as Juntas de Freguesia.

 

Tem como objetivos específicos: promover iniciativas de desenvolvimento local e de capacitação das comunidades locais, dando apoio material e institucional à auto-organização da população e à sua participação na melhoria das respetivas condições de vida e saúde; promover o desenho e a gestão participados na construção e requalificação de espaços públicos e/ou comuns mais seguros, inclusivos e saudáveis, que valorizem o desenvolvimento humano e a sustentabilidade ambiental e eliminar barreiras ou fatores de discriminação, contribuindo para uma imagem positiva das diferentes comunidades que partilham o espaço local.

 

O Município, como entidade parceira de todos os projetos submetidos, expressa, publicamente, o interesse em explorar os resultados e impactos gerados, acompanhando a sua implementação, através da disponibilização de recursos humanos, apoio logístico e na divulgação e promoção das atividades desenvolvidas.

 

De realçar que a Autarquia mostrou-se sempre disponível para apoiar os projetos apresentados, auxiliando na elaboração das candidaturas, que decorreram entre 29 de outubro e 02 de dezembro, período em que se realizaram dezenas de reuniões presenciais e online.

 

Os projetos, em caso de aprovação, terão de ser executados até ao dia 31 de dezembro de 2021, sendo que as despesas elegíveis serão financiadas a 100%, com apoio máximo até € 50.000.


Partilhe: